Seu filme de casamento como se fosse de cinema.

setembro 30th, 2013

seu-filme-de-casamento-como-se-fosse-cinema

Os filmes de casamento estão ficando cada vez mais bacanas, graças à tecnologia de cinema que foi incorporada aos vídeos da cerimônia.

Achei muito bacana. A grua esteve na festa também e aí, é claro, fui conversar com quem a comandava. Era o Vinícius Credidio, conhecido por seus filmes de casamento. Foi olhando a grua que entendi porque ele é famoso. Vinícius, como também Romário Lopes da L2 Filmes e outros profissionais que transitam no meio de publicidade e casamento, incorporaram à produção de cerimônias equipamentos de última geração usados em captação de imagem de shows, cinema e publicidade.

Esse tipo de acessório traz um milhão de novos recursos ao filme, transformando-os em grandes produções. De verdade. Olha só o filme do casamento da Paula e do Pupo que o Vinicius fez. Dá vontade de ter um para a gente.Esse naipe de profissional, hoje, grava com uma câmara fotográfica que se chama DSLR, ela usa mais de uma lente e isso suaviza a imagem, traz textura ao filme. Enquanto que uma filmadora só tem o recurso de uma lente, que faz a imagem ficar mais dura. O problema é que a máquina fotográfica requer mais habilidade do profissional, o foco é manual, nem todas as empresas se adaptaram a isso. Geralmente o uso da câmera DSLR é um opcional no contrato e acarreta um aumento de uns 15% a mais no orçamento.Veja outros equipamentos e recursos que podem ser usados no seu filme de casamento e dão um toque mais profissional à captação de imagens.

Minigrua: tem um braço que alcança 1,5m e três rodinhas que permitem que ela seja levada de um lado para outro durante a cerimônia e a festa. Filma de cima e pode ser abaixada lentamente.

Grua: esta é fixa, chega a 8 metros de altura, é usada em lugares com pé direito bem alto ou ao ar livre, é acionada por um controlador.

Steady Cam: estabilzador de imagem que possibilita ao profissional andar com a câmera sem trepidar. Perfeito para imagens como a noiva saindo do carro, a entrada da noiva…

Slider: é como se fosse um trilho que proporciona a imagem em movimento. Por exemplo, o casal vai se beijar,a câmera está mais afastada e ela vem andando, como se fosse um zoom em uma cena estática.

Volante: é como se fosse um volante de carro mesmo, onde a câmera fica presa e você pode andar segurando ele para fazer uma imagens mais radicais, girar, levantar…

Minicamaras: são colocadas em pontos estratégicos, ficam sozinhas filmando o tempo todo, trazem imagens diferentes que depois são usadas na edição final do filme.

Carrinho com controle remoto: nele é acoplada uma câmera. Ótimo, por exemplo, para ficar no meio do salão quando acontece a dança dos noivos.

Helicóptero: é uma espécie de drone com câmera acoplada. Usado em festas em ambientes externos, capta lindas imagens aéreas. Como é elétrico não faz barulho, ninguém repara.

Timelapse: é o recurso de espalhar máquinas fotográficas que tiram muitas fotos sozinhas, essas imagens serão transformadas na edição em um filme que mostra o aceleramento do tempo, ou seja, mostra o salão vazio, enchendo, cheio e depois da festa.

Captação de áudio independente: tem um gravador especifico captando o coral, outro o celebrante… o áudio fica muito melhor e pode ser usado na edição final do filme.

Esses são itens técnicos que os noivos precisam verificar antes de contratar uma empresa. É claro que custam mais caro e que dá muito mais trabalho usar esse tipo de equipamento, mas o resultado final é infinitamente superior.

Leave a Reply