Idoso de 83 anos casa-se com noiva de 69 e DJ anima a festa

agosto 20th, 2011

De véu e grinalda e terno e gravata, respectivamente, Catalina Gomes e Abel Barrosi selaram a união em cerimônia tradicional em uma igreja católica de Cuiabá. O casamento teve direito à festa animada por um DJ. A cena seria comum se não fosse o fato de o noivo ter 83 anos e a noiva, 69. O namoro, segundo o casal, começou há um ano e contou com o apoio dos nove filhos dela e do filho dele.

Dona Catalina relatou à reportagem, que acompanhou de perto as juras feitas pelos noivos, ter conhecido Abel na Associação de Idosos Padre Firmo, na capital. O primeiro encontro aconteceu durante as atividades físicas realizadas diariamente na instituição. Ela contou que desde que ele começou a frequentar o local começaram a ficar juntos. Ambos eram viúvos.

Em tom de empolgação, a noiva se diz satisfeita por ter estimulado algumas colegas a ter a mesma iniciativa. “Muitos amigos próximos acompanham nosso namoro e despertaram o interesse em procurar um companheiro”, citou. Além da afinidade e da vontade de aproveitar a vida, o casal não enfrentou resistência da família.

Pelo contrário, eles afirmaram que contaram com o incentivo dos filhos desde o início. Porém, uma das filhas de dona Catalina, Sonilde Aldávias, pontuou que o namoro foi à moda antiga, a ponto dos filhos levá-la e buscá-la até a casa dele. Já o único filho de Abel, Dorival Barrosi, vê a atitude do pai como um exemplo . “Sempre é preciso ter esperança na vida, mesmo em meio às dificuldades, e meu pai é uma lição”, reiterou.

Para apadrinhar a união, foram escolhidos filhos, genros, noras e netos. O casal entrou na igreja juntos ao som da tradicional marcha nupcial. O que chamou a atenção é que o casal ficou de mãos dadas durante toda a celebração. Aproximadamente 100 convidados participaram da solenidade.

Amiga dos noivos, Maria de Souza Oliveira, de 63 anos, disse que acompanhou o relacionamento e defendeu que não há idade para ser feliz. Ela também iniciou um namoro há pouco tempo com um homem de 59 anos. Por sua vez, o padre Humberto Angeloni, que ministrou a celebração matrimonial, a união é uma prova concreta de afeto entre o casal.

Ao final da celebração, seu Abel foi enfático ao comentar que, independentemente da idade avançada, os noivos terão lua-de-mel. “Sim, claro, é o principal”, disse ao ser perguntado sobre a comemoração íntima do casal.

Fonte: G1

Leave a Reply